BRF S.A.
Companhia Aberta
CNPJ 01.838.723/0001-27
NIRE 42.300.034.240
CVM 16269-2

FATO RELEVANTE

Em abril, após a eleição do Conselho de Administração, a administração da BRF iniciou um trabalho, visando buscar oportunidades de agregação de valor para a Companhia. Como resultado, o Conselho de Administração, nesta data, aprovou as seguintes medidas:

1. Revisão da Estrutura Administrativa

A Estrutura Administrativa da Companhia será matricial e dividida em: (i) cinco áreas globais, responsáveis pela definição de políticas e diretrizes, a saber: 1. Marketing e Inovação; 2. Finanças, Administração e RI; e 3. Recursos Humanos; 4. Operações; 5. Planejamento Integrado e Controle de Gestão; (ii) duas áreas responsáveis pelas regiões de negócios nos mercados brasileiro e internacional, com foco no aumento de Market Share e no desenvolvimento e expansão das regiões de negócios.

ESTRUTURA ORGANIZACIONAL

Assim, a Diretoria Executiva Estatutária, com mandato até a AGO/E de 2015, passa a ser composta da seguinte forma:

Diretor Presidente: Claudio Galeazzi
Diretor Vice-Presidente de Finanças,
Administração e Relações com Investidores:
Leopoldo Viriato Saboya
Diretores Vice-Presidentes: Ely David Mizrahi
Luiz Henrique Lissoni
Gilberto Orsato
Nilvo Mittanck
Hélio Rubens
Sylvia Leão

O Conselho aprovou a nomeação de Claudio Galeazzi para a sucessão de José Antonio do Prado Fay, que ocupava a presidência da BRF desde outubro de 2008 e foi responsável pela bem sucedida fusão entre Sadia e Perdigão. O crescimento da BRF, durante a gestão de Fay (out/2008 a ago/2013) foi notório, com aumento de 150% das receitas líquidas e 260% de total shareholder return no período. José Fay permanecerá até o final do ano na Companhia, atuando em projetos especiais no mercado internacional.

O Conselho de Administração aproveita para agradecer ao Sr. Fay por seu eficiente desempenho e dedicação, particularmente na implementação de uma das maiores fusões já ocorridas no mercado brasileiro. Cabe também um agradecimento especial aos demais executivos que não permanecem na Companhia, mas tiveram papel fundamental nesta trajetória.

2. Programa de Aceleração de Novos Negócios

Foram constituídas quatro frentes de trabalho formadas por executivos da Companhia e coordenadas pela consultora Galeazzi & Associados. As principais oportunidades de melhorias identificadas residem nos seguintes processos:

  1. Gerar demanda: Novo Go To Market; Aumento da produtividade de vendas; Melhoria da gestão dos itens com shelf life curto; Otimização da rentabilidade do portfólio de produtos; Mudança na governança e na inteligência de pricing.
  2. Planejar: Aceleração da captura dos benefícios dos projetos de melhoria operacional; Otimização Logística; Melhorias do processo de programação da produção; Redução da complexidade na distribuição; Redução de estoques de produtos acabados; Otimização dos investimentos - foco em ativos estratégicos.
  3. Suportar: Revisão dos escopos de áreas administrativas; Revisão dos sites administrativos, comerciais e CDs; Análise de despesas gerais e overhead.
  4. Prover: Melhoria da produtividade fabril e logística; Revisão do “footprint” fabril e consequentemente da malha logística; Otimização da infra-estrutura logística e de sistemas; Otimização dos processos de compras.

Com base em dados preliminares ora conhecidos pela administração, a Companhia estima que as oportunidades identificadas poderão ser atingidas gradualmente, o que importaria em resultado operacional, caso alcançado, de até R$ 1,9 bilhão por ano, a partir de 2016. Para que os resultados acima estimados sejam alcançados, há necessidade de aprovação de investimentos de cerca de R$ 800 milhões nos próximos três anos.

Administração da Companhia ressalta que qualquer estimativa de captura dessas oportunidades depende fundamentalmente do sucesso da implementação dos processos mapeados e ainda da aprovação de investimentos e despesas a eles associados. Ademais, estas expectativas também estão condicionadas a fatores sobre os quais a Companhia não tem controle, tais como: mudanças no mercado e do desempenho econômico geral do país, do setor e dos mercados internacionais. Estas estimativas, portanto, estão sujeitas a eventuais alterações e podem não ser atingidas total ou parcialmente.

São Paulo-SP, 13 de agosto de 2013
Abilio Diniz
Claudio Galeazzi
Leopoldo Viriato Saboya
Presidente do Conselho
de Administração
Diretor Presidente
Diretor Vice-Presidente de
Finanças, Administração e
Relações com Investidores






Mapa de RI