RECEITA LÍQUIDA DA BRF CRESCE 12,8% NO 2T15 E ATINGE R$ 7,9 BI

EBITDA avança 43,6% em relação ao 2T14 e chega a R$ 1,4 bilhão;

No Brasil, destaque para crescimento no segmento de produtos processados.

São Paulo, 30 de julho 2015 - A receita operacional líquida (ROL) da BRF atingiu R$ 7,9 bilhões no segundo trimestre do ano, incremento de 12,8% na comparação com igual período de 2014, divulgou hoje a companhia. O EBITDA, por sua vez, avançou 43,6% na mesma comparação, totalizando R$ 1,4 bilhão. O fluxo de caixa simplificado foi de R$ 3,7 bilhões no acumulado dos 12 meses.

No Brasil, a receita líquida de produtos processados ficou 15,2% maior, comparada a igual período de 2014. Mesmo com o cenário macroeconômico adverso, o mercado brasileiro apresentou aumento de 9,4% em volumes de alimentos processados na comparação com o ano anterior. "Estou muito contente por informar o que acreditamos ser resultados bons e fortes, tanto nos nossos negócios no Brasil quanto, principalmente, nos nossos negócios no mercado internacional", comemora Pedro Faria, CEO global da BRF.

A margem EBITDA sobre o resultado global chegou a 17,4%, aumento de 3,7 pontos percentuais no período analisado. A margem bruta ficou em 31,9%, ante os 27,1% do mesmo período de 2014 e 30,7% do trimestre anterior. Já o ROIC (return on invested capital) acumulado nos últimos 12 meses (LTM) atingiu 13,3%, ante 7,9% do segundo trimestre de 2014.

O desempenho conquistado no mercado internacional merece destaque, sobretudo no Oriente Médio, beneficiado por mudanças estruturais implementadas no ano passado, bem como do ciclo favorável. Os volumes registraram 7,6% de alta em aves na comparação com o ano anterior, acompanhados de preços mais elevados, levando a um aumento de 42% nas receitas para esse segmento. No Oriente Médio e África, a margem EBIT chegou a 18,3%.

A dívida líquida global ficou em R$ 5,9 bilhões no segundo trimestre do ano, 4,5% abaixo da registrada em 31.03.15, o que resultou em uma dívida líquida sobre EBITDA (12 meses) de 1,12x ante 1,26x no trimestre anterior. Importante ressaltar, ainda, a emissão de €500 millhões em green bonds, a primeira por companhia brasileira.

Retorno da Perdigão

O segundo semestre de 2015 marca um momento muito importante, com o retorno dos principais produtos da Perdigão que foram suspensos nos últimos três anos. A partir de agora, a BRF poderá operar em sua total capacidade, com um portfólio completo de marcas no país.

Principais indicadores financeiros: Operações Continuadas

Resultado - R$ Milhões2T152T14a/a1T15t/t
Receita Líquida 7.913 7.015 12,8% 7.048 12,3%
Lucro Bruto 2.525 1.901 32,8% 2.164 16,7%
Margem Bruta (%) 31,9% 27,1% 4,8 p.p. 30,7% 1,2 p.p.
EBIT 1.058 667 58,6% 641 65,0%
Margem EBIT (%) 13,4% 9,5% 3,9 p.p. 9,1% 4,3 p.p.
EBITDA 1.380 961 43,6% 951 45,1%
Margem EBITDA (%) 17,4% 13,7% 3,7 p.p. 13,5% 3,9 p.p.
Lucro Líquido 364 249 46,6% 462 (21,0%)
Margem Líquida (%) 4,6% 3,5% 1,1 p.p. 6,5% (1,9) p.p.
Resultado Por Ação 1 0,43 0,29 50,8% 0,54 (20,7%)

1 Resultado por ação (em R$) consolidado, excluindo as ações em tesouraria

Obs.: o termo "a/a" refere-se à análise 2T15/2T14, enquanto "t/t" refere-se a 2T15/1T15

SOBRE A BRF

A BRF, detentora das marcas Sadia, Perdigão e Qualy, é uma das maiores exportadoras mundiais de aves e suínos. A empresa possui mais de 104 mil funcionários diretos, 34 unidades industriais no Brasil, 10 fábricas no exterior (sete na Argentina, duas na Europa e uma em Abu Dhabi, no Oriente Médio) e 20 centros de distribuição no Brasil e 17 no exterior. Atualmente, a companhia exporta para mais de 120 países.

Informações à imprensa:

Assessoria de Comunicação Institucional da BRF

Grupo Máquina PR

Guilherme Scarance - (11) 3147-7433 | guilherme.scarance@grupomaquina.com

Meggy Araújo - (11) 3147-7233 | meggy.araujo@grupomaquina.com

Roberto Tenório - (11) 3147-7922 | roberto.tenorio@grupomaquina.com

Mariana Uchôa - (11) 3147-7258 | mariana.uchoa@grupomaquina.com

Mapa de RI