São Paulo, 3 de março de 2017

À

Comissão de Valores Mobiliários - CVM

Superintendência de Relações com Empresas - SEP

Rua Sete de Setembro, n.º 111, 33.º andar

Rio de Janeiro - RJ

At.: Sr. Fernando Soares Vieira

Sr. Francisco José Bastos Santos

BM&FBOVESPA S.A. Bolsa de Valores, Mercadorias e Futuros

Superintendência de Acompanhamento de Empresas

Praça Antonio Prado, 48, Centro

São Paulo - SP

At.: Sr. Nelson Barroso Ortega

Ref.: Ofício BM&FBOVESPA 287/2017-SAE

BRF S.A., companhia aberta com sede na Av. Jorge Tzachel, 475, na Cidade de Itajaí, Estado de Santa Catarina, registrada na CVM sob nº 01629-2, inscrita no CNPJ/MF sob nº 01.838.723/0001-27 ("Companhia" ou "BRF"), neste ato representada por seu Diretor de Relações com Investidores, vem, pela presente, ), em atenção ao Ofício 287/2017-SAE da BM&FBOVESPA ("Ofício"), a seguir transcrito, vem, pelo presente, prestar os esclarecimentos solicitados.

"Em notícia veiculada pelo jornal Valor Econômico, em 01/03/2017, sob o título "Na berlinda, BRF promete reformular gestão", consta, entre outras informações, que a expectativa é que a empresa, que teve margem Ebitda de 10% em 2016, possa voltar a alcançar margens acima de 15% como as vistas nos dois anos anteriores.

Não identificamos essas informações nos documentos enviados por essa companhia, por meio do Sistema Empresas.NET. Em caso de contraditório, favor informar o documento e as páginas em que constam as informações e a data e hora em que as mesmas foram enviadas.

Cabe ressaltar que a companhia deve divulgar informações periódicas, eventuais e demais informações de interesse do mercado, por meio do Sistema Empresas.NET, garantindo sua ampla e imediata disseminação e o tratamento equitativo de seus investidores e demais participantes do mercado.

Isto posto, solicitamos esclarecimentos sobre os itens assinalados, até às 9hs do dia 02/03/2017, sem prejuízo ao disposto no parágrafo único do art. 6º da Instrução CVM nº 358/02, com a sua confirmação ou não, bem como outras informações consideradas importantes, notadamente acerca da rubrica contábil a que se refere esse crescimento."

Primeiramente, vale ressaltar que a matéria veiculada no Valor Econômico em 01/03/2017 faz referência à teleconferência de resultados do 4º trimestre de 2016 ("Teleconferência"), realizada em 24/02/2017 e cita uma frase atribuída ao Sr. Abílio dos Santos Diniz, Presidente do Conselho de Administração da Companhia, em relação à margem EBITDA.

No entanto, cumpre-se esclarecer que tal frase foi tirada do contexto de uma resposta dada pelo Sr. Abílio dos Santos Diniz na Teleconferência. A fim de que se possa melhor contextualizar tal frase, citamos abaixo a transcrição do trecho da Teleconferência em que a frase citada na notícia se insere:

"Ontem no conselho nós analisamos aqui, foi trazida uma série histórica longa até antes da fusão de qual era a margem EBITDA dessa companhia. A média de todos os anos dessa companhia analisada uma série histórica desde o começo deste milênio é ao redor de 10%, a margem EBITDA. Acontece que com a nossa chegada nós passamos para 15 e depois para 17 em 2015. Nós elevamos um patamar de margem EBITDA que não é na realidade a constante dentro da indústria. Nós alcançamos uma lucratividade realmente muito boa no ano de 2015. Foi o ciclo? Foi o ciclo, mas também foi o trabalho que a gente fez aqui dentro. Só que nós nos negamos a baixar desse patamar; abaixamos esse ano para a média histórica da margem EBITDA da companhia ao redor de 10% e o que vai acontecer agora? Nós queremos levar para o patamar que nós já atingimos. Nós já vimos que é possível atingir e nós vamos levar para isso. Esse é o nosso desafio nesse momento."

De tal modo, conforme mencionado no trecho grifado acima, depreende-se que a "intenção de voltar ao patamar de EBITDA de 2015" é um desejo e um desafio da Companhia no momento. Assim, não se trata projeção, informação prospectiva ou guidance, mas tão somente do desejo de fazer a Companhia voltar a atingir novamente a margem EBITDA de 2015, acima da série histórica de 10%.

Por fim, vale ressaltar que a transcrição completa da Teleconferência, bem como as transcrições de teleconferências anteriores realizadas pela BRF estão disponíveis no site de relações com investidores da Companhia (http://ri.brf-global.com, no ícone "Apresentações e Teleconferências").

Sendo o que nos cumpria para o momento, permanecemos à disposição para quaisquer esclarecimentos que se façam necessários.

Atenciosamente,

José Alexandre Carneiro Borges

Diretor de Relações com Investidores

Mapa de RI