RECEITA LÍQUIDA DA BRF ATINGE R$ 7,8 BILHÕES NO 1T17

No período, margem EBITDA de 6,5% permaneceu estável na comparação com o 4T16

São Paulo, 11 de maio de 2017 - A BRF registrou uma receita operacional líquida de R$ 7.8 bilhões A margem EBITDA do período permanece estável em 6,5% na comparação com o quarto trimestre de 2016, no total de R$ 506 milhões. O lucro bruto registrado no período foi de R$ 1,5 bilhão e margem bruta de 18,6%.

O período foi marcado por um movimento de redirecionamento da BRF e de evolução das estruturas organizacionais, que tem como objetivo criar um modelo de gestão mais integrado e transversal. A companhia está revisando os mandatos de todas as áreas, de forma a deixá-los claros e mais estruturados, além de implementar também um controle de gestão robusto, com informações em tempo real, já em andamento.

Pela primeira vez, desde o final de 2015, a BRF apresentou no mercado brasileiro um crescimento anual nos volumes de produtos processados e teve um fechamento de trimestre com margem EBITDA de 14,7%, que foi 3,7 p.p. acima do registrado no quarto trimestre de 2016 e 1,0 p.p. acima de 2016.

Se excluíssemos o efeito sazonal dos produtos comemorativos no 4T16, o crescimento sequencial do volume de processados seria de +4,4%. Se analisarmos os principais canais, tanto o AS quanto a Rota tiveram um crescimento a/a maior, em 7,5% e 6,0% respectivamente.

No mercado internacional, o cenário conjuntural continua desafiador. Além dos elevados estoques da cadeia em geral, tivemos a apreciação cambial de quase 20% versus o ano passado. Adicionalmente, as vendas ainda carregam um custo de produção elevado em função do custo dos grãos no ano passado.

No final do trimestre ainda tivemos alguns mercados fechados temporariamente. Mesmo assim, na região do Golfo (Oriente Médio), tivemos uma melhora significativa de participação de mercado com aumento de 4 p.p. em relação ao ano anterior, crescendo nos principais mercados como Arábia Saudita e categorias como griller, processados e cortes de frango.

No entanto, a companhia foi impactada pela deflagração da Operação Carne Fraca e isso exigiu da empresa ainda mais foco, disciplina e comprometimento de todo o time. A companhia agiu rápido, adotando medidas para o esclarecimento dos fatos, mostrando transparência e agilidade na interlocução com todos os seus "stakeholders", e colaborando com as autoridades.

Por fim, seguimos altamente comprometidos e confiantes na robustez da BRF, na qualidade dos nossos produtos e marcas, na estratégia perseguida ao longo dos últimos anos e na reversão dos resultados.

Sobre a BRF

A BRF é uma das maiores companhias de alimentos do mundo, com mais de 30 marcas em seu portfólio, entre elas, Sadia, Perdigão, Qualy, Paty, Dánica, Bocatti e Vienissima. Seus produtos são comercializados em mais de 150 países, nos cinco continentes. Mais de 105 mil funcionários trabalham na companhia, que mantém 54 fábricas em sete países (Argentina, Brasil, Emirados Árabes Unidos, Holanda, Malásia, Reino Unido e Tailândia).

­­

Mapa de RI